O que fazer quando seu filho está sofrendo Alienação Parental

O Que Fazer Quando Seu Filho Esta Sofrendo Alienacao Parental

Tenho alguns artigos que falam sobre a alienação parental, explicando o que é e como identificar. Hoje vou falar sobre como você deve agir, o quer você deve fazer, se seu filho está sofrendo com esse problema, pois isso irá prejudicar o desenvolvimento psicológico dele e a relação que ele possui com você.

 

A primeira coisa que deve ser feita, é identificar quando há uma situação de alienação parental. De uma forma bem simples, a LEI Nº 12.318, DE 26 DE AGOSTO DE 2010, informa quais são as formas exemplificativas de alienação parental.

 

I – realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no exercício da paternidade ou maternidade;

 

II – dificultar o exercício da autoridade parental;

 

III – dificultar contato de criança ou adolescente com genitor;

 

IV – dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência familiar;

 

V – omitir deliberadamente a genitor informações pessoais relevantes sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e alterações de endereço;

 

VI – apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente;

 

VII – mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.

 

E outras condutas que não estão na lei, mas você julga que está interferindo sua relação com o seu filho.

 

O importante é você ler a lei, e se houver alguma dúvida, consulte um advogado especialista em direito de família para te orientar da melhor forma.

 

O segundo passo que você deve fazer é tentar um diálogo com a outra parte (pai ou mãe, avô ou avó, ou quem detém a guarda do seu filho) que está fazendo a alienação parental, para tentar resolver entre vocês.

 

Entendo que geralmente quando chega nessa fase, onde um dos pais estarem falando mal de você para seu filho, já não existe mais diálogo, mas se houver possibilidade, opte por isso.

 

Essa hora é o momento de esquecer as diferenças, engolir o orgulho, e pensar no ser mais vulnerável e frágil dessa relação, que é o seu filho.

 

A terceira coisa a se fazer é quando você ver que não há solução somente com diálogo, procurar um advogado(a) para entrar com uma ação declaratória de alienação parental.

 

Você terá que levar ao poder judiciário essa questão, e aconselho você a fazer isso bem rápido, assim que você identificar a alienação parental, pois pode prejudicar seu filho de tal forma, que seu filho pode não querer mais te ver, pode mudar o comportamento com você, por causa das manipulações, e pode ser irreversível.

 

Então procure um(a) advogado(a) de sua confiança. Nessa ação pode ser regulamentado à vista e se você tiver interesse, pode pedir a mudança de guarda, para poder resguardar o psicológico do seu filho.

 

Se já há uma regulamentação de visitas estabelecida, pode até ser pedido uma busca e apreensão da criança, nos casos em que é preciso que seu filho passe alguma data comemorativa importante com você e o(a) alienador(a) não deixou a criança ficar com você.

 

CONCLUSÃO

 

Em todo caso, o melhor é ficar atento para os sinais apresentados no comportamento da criança.

 

Aconselho a você buscar à sabedoria de Deus para lidar com essa situação. Veja os lindos versículos da bíblia que falam sobre a sabedoria de Deus na criação dos seus filhos, essa sabedoria não falha:

 

Provérbios 22:6: Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles.”

 

Efésios 6:4: “Pais, não irritem seus filhos; antes criem-nos segundo a instrução e o conselho do Senhor.”

 

Deuteronômio 6:6-7: Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.

 

2 Timóteo 3:15: Porque desde criança você conhece as Sagradas Letras, que são capazes de torná-lo sábio para a salvação mediante a fé em Cristo Jesus.

 

Provérbios 4:1: Ouçam, meus filhos, a instrução de um pai; estejam atentos e obterão discernimento.

 

Provérbios 31:26: Fala com sabedoria e ensina com amor.

 

Dra. Ivenise Rocha

Compartilhar esta postagem
Fale conosco!